ACTO 7: No 50º aniversário da refinaria da Galp em Matosinhos, as energias renováveis apareceram à festa exigindo transição energética justa

COMUNICADO DA ACÇÃO: A Refinaria da Galp em Matosinhos faz este ano 50 anos. As energias renováveis apareceram na festa exigindo que a refinaria se reforme rapidamente e dê lugar às energias limpas.

A refinaria da Galp ocupa o 6º lugar nas 10 principais instalações em Portugal responsáveis pela emissão de gases de efeito de estufa.

A indústria de extração de combustíveis fosseis é das industrias que mais emite gases de efeito de estufa no mundo.

LIVE STREAM:

***

Texto lido à porta da refinaria

Temos de reduzir essa emissão em 50% para evitar um aumento superior a 1,5 º C da temperatura global, o que alteraria drasticamente as condições de habitabilidade para milhões de pessoas em todo o planeta.

A refinaria da Galp ocupa o 6º lugar nas 10 principais instalações em Portugal responsáveis pela emissão de gases de efeito de estufa.

Portugal tem de cortar nas emissões entre 60 a 70% em quinze anos para cumprir o Acordo de Paris.

As contas são boas de fazer, não podemos continuar a utilizar combustíveis fósseis, nem a construir novas infraestruturas como gasodutos e oleodutos e a fazer contratos de prospeção de gás como é o caso das concessões da Bajouca e de Aljubarrota.

Temos de avançar urgentemente para uma transição energética justa e promover as energias de fontes renováveis com mais potencial em Portugal que são a Eólica, a Solar e a Marítima.

Esta refinaria faz este ano 50 anos, 50 anos a poluir e a roubar o futuro à humanidade.

As energias renováveis estão cá (aqui) para festejar este aniversário exigindo a sua reforma.

As energias de fontes renováveis estão prontas para assumir um futuro limpo!

Parabéns Petrogal! Mas chegou a hora de te reformares.

One thought on “ACTO 7: No 50º aniversário da refinaria da Galp em Matosinhos, as energias renováveis apareceram à festa exigindo transição energética justa

Comments are closed.